• Material de Apoio
    • Respostas aos alunos
    • Livros Virtuais
  • Aula 1 - Aula Magna
    Grátis
    • Aula 1 - Aula Magna
    • Aula 1, doc. 1 - Javan e a origem do povo jônio
    • Transcrição da Aula 1
  • Aula 2 - Introdução I
    • Aula 2 - Introdução I
    • Aula 2, doc. 1 - Termos filosóficos usados na aula
    • Transcrição da aula 2
  • Aula 3 - Introdução II
    • Aula 3 - Introdução II
    • Aula 3, doc. 1 - Gênero e espécie
    • Aula 3, doc. 2 - Programa da Escola Tomista
    • Aula 3, doc. 3 - Substância
    • Transcrição da aula 3
  • Aula 4 - Introdução III
    • Aula 4 - Introdução III
    • Aula 4, doc. 1 - A Árvore de Porfírio
    • Aula 4, doc. 2 - Árvore de Porfírio, segundo Jhonathan Bączek
    • Aula 4, doc. 3 - Terminologia usada na aula
    • Aula 4, doc. 4 - Divisão em gêneros e em espécies
    • Transcrição da aula 4
  • Aula 5 - Introdução IV
    • Aula 5 - Introdução IV
    • Aula 5, doc. 1 - Terminologia usada na aula
    • Transcrição da aula 5
  • Aula 6 - Introdução V
    • Escola Tomista - Aula 6 - Introdução V
    • Aula 6, doc. 1 - Terminologia usada na aula
    • Transcrição da aula 6
  • Aula 7 - Introdução VI
    • Aula 7 - Introdução VI
    • Aula 7, doc. 1 - A primeira operação do intelecto é como os sentidos
    • Aula 7, doc. 2 - Terminologia usada na aula
    • Aula 7, doc. 3 - A bibliografia em que se fundará Carlos Nougué na Escola Tomista
    • Transcrição da aula 7
  • Aula 8 - Introdução VII
    • Aula 8 - Introdução VII
    • Aula 8, doc. 1 - Terminologia usada na aula
    • Aula 8, doc. 2 - Carlos Nougué, Das duas primeiras operações do intelecto
    • Transcrição da aula 8
  • Aula 9 - Introdução VIII
    • Aula 9 - Introdução VIII
    • Aula 9, doc. 1 - Terminologia usada na aula
    • Transcrição da aula 9
  • Aula 10 - Introdução IX
    • Aula 10 - Introdução IX
    • Aula 10, doc. 1 - Como se responde à questão propter quid
    • Transcrição da aula 10
  • Aula 11 - Introdução à Lógica I
    • Aula 11 - Introdução à Lógica I
    • Transcrição da aula 11
  • Aula 12 - Introdução à Lógica II
    • Aula 12, doc. 1 - A questão disputada
    • Aula 12 - Introdução à Lógica II
    • Transcrição da aula 12
  • Aula 13 - Introdução à Lógica III
    • Aula 13 - Introdução à Lógica III
    • Aula 13, doc. 1 - O problema dos universais como posto por Porfírio
    • Aula 13, doc. 2 - Das artes liberais, a necessária revisão (Carlos Nougué)
    • Transcrição da aula 13
  • Aula 14 - Introdução à Lógica IV
    • Aula 14 - Introdução à Lógica IV
    • Transcrição da aula 14
  • Aula 15 - Introdução à Lógica V
    • Aula 15, doc. 1 - Textos breves
    • Aula 15 - Introdução à Lógica V
    • Transcrição da aula 15
  • Aula 16 - Introdução à Lógica VI
    • Aula 16 - Introdução à Lógica VI
    • Aula 16, doc. 1 - Textos breves, termos, definições
    • Transcrição da aula 16
  • Aula 17 - Introdução à Lógica VII
    • Aula 17 - Introdução à Lógica VII
    • Aula 17, doc. 1 - Propriedades e esquema
    • Transcrição da aula 17
  • Aula 18 - Introdução à Lógica VIII
    • Aula 18 - Introdução à Lógica VIII
    • Aula 18, doc. 1 - Das partes da prudência
    • Transcrição da aula 18
  • Aula 19 - Introdução à Lógica IX
    • Aula 19 - Introdução à Lógica IX
    • Aula 19, doc. 1 - Quadro comparativo
    • Transcrição da aula 19
  • Aula 20 - Introdução à Lógica X
    • Aula 20 - Introdução à Lógica X
    • Aula 20, doc. 1 - Esquema
    • Transcrição da aula 20
  • Aula 21 - Introdução à Lógica XI
    • Aula 21 - Introdução à Lógica XI
    • Transcrição da aula 21
  • Aula 22 - Introdução à Lógica XII
    • Aula 22 - Introdução à Lógica XII
    • Aula 22, doc. 1 - Aula de Carlos Nougué em vídeo sobre o Crátilo de Platão
    • Aula 22, doc. 2 - Da Gramática, arte subordinada à Lógica, de C. Nougué
    • Transcrição da aula 22
  • Aula 23 - Introdução à Lógica XIII
    • Aula 23 - Introdução à Lógica XIII
    • Aula 23, doc. 1 - Se a Gramática se subordina à Lógica
    • Transcrição da aula 23
  • Aula 24 - Introdução à Lógica XIV
    • Aula 24 - Introdução à Lógica XIV
    • Aula 24, doc. 1 - Apontamentos sobre a Arte de Traduzir, de C. Nougué
    • Transcrição da aula 24
  • Aula 25 - Introdução à Lógica XV
    • Aula 25 - Introdução à Lógica XV
    • Aula 25, doc. 1 - Tomás de Aquino, Da Eternidade do Mundo
    • Aula 25, doc. 2 - Poema de Quevedo
    • Transcrição da aula 25
  • Aula 26 - Os Predicáveis I
    • Aula 26 - Os Predicáveis I
    • Transcrição da aula 26
  • Aula 27 - Os Predicáveis II
    • Aula 27 - Os Predicáveis II
    • Aula 27, doc. 1 - Textos
    • Transcrição da aula 27
  • Aula 28 - Os Predicáveis III
    • Aula 28 - Os Predicáveis III
    • Transcrição da aula 28
  • Aula 29 - Os Predicáveis IV
    • Aula 29 - Os Predicáveis IV
    • Transcrição da aula 29
  • Aula 30 - Os Predicáveis V
    • Aula 30 - Os Predicáveis V
    • Transcrição da aula 30
  • Aula 31 - Os Predicáveis VI
    • Aula 31 - Os Predicáveis VI
    • Transcrição da aula 31
  • Aula 32 - Os Predicáveis VII
    • Aula 32 - Os Predicáveis VII
    • Transcrição da Aula 32
  • Aula 33 - As Categorias I
    • Aula 33 - As Categorias I
    • Aula 33, doc. 1
    • Transcrição da Aula 33
  • Aula 34 - As Categorias II
    • Aula 34 - As Categorias II
    • Aula 34, doc. 1
    • Transcrição da Aula 34
  • Aula 35 - As Categorias III
    • Aula 35 - As Categorias III
    • Transcrição da Aula 35
  • Aula 36 - As Categorias IV
    • Aula 36 - As Categorias IV
    • Transcrição da Aula 36
  • Aula 37 - As Categorias V
    • Aula 37 - As Categorias V
    • Transcrição da Aula 37
  • Aula 38 - As Categorias VI
    • Aula 38 - As Categorias VI
    • Aula 38, doc. 1
    • Transcrição da Aula 38
  • Aula 39 - As Categorias VII
    • Aula 39 - As Categorias VII
    • Transcrição da Aula 39
  • Aula 40 - As Categorias VIII
    • Aula 40 - As Categorias VIII
    • Aula 40, doc. 1
    • Transcrição da Aula 40
  • Aula 41 - As Categorias IX
    • Aula 41 - As Categorias IX
    • Transcrição da Aula 41
  • Aula 42 - As Categorias X
    • Aula 42 - As Categorias X
    • Transcrição da Aula 42
  • Aula 43 - As Categorias XI
    • Aula 43 - As Categorias XI
    • Transcrição da Aula 43
  • Aula 44 - As Categorias XII
    • Aula 44 - As Categorias XII
    • Transcrição da Aula 44
  • Aula 45 - As Categorias XIII
    • Aula 45 - As Categorias XIII
    • Transcrição da Aula 45
  • Aula 46 - Transcendentais I
    • Aula 46 - Transcendentais I
    • Aula 46 - Doc 1 - Os transcendentais segundo o jovem Tomás de Aquino
    • Transcrição da Aula 46
  • Aula 47 - Transcendentais II
    • Aula 47 - Transcendentais II
    • Aula 47 - Doc 1 - O chamado particípio presente
    • Transcrição da Aula 47
  • Aula 48 - Transcendentais III
    • Aula 48 - Transcendentais III
    • Transcrição da Aula 48
  • Aula 49 - Peri Hermeneias
    • Aula 49 - Peri Hermeneias
    • Aula 49, doc. 1 - As espécies de orações
    • Transcrição da Aula 49
  • Aula 50 - Peri Hermeneias II
    • Aula 50 - Peri Hermeneias II
    • Aula 50, doc. 1 - A chamada oração sem sujeito
    • Transcrição da Aula 50
  • Aula 51 - Peri Hermeneias III
    • Aula 51 - Peri Hermeneias III
    • Transcrição da Aula 51
  • Aula 52 - Peri Hermeneias IV
    • Aula 52 - Peri Hermeneias IV
    • Aula 52, doc. 1 - Os 4 modos de enunciação pertinentes à quantidade
    • Aula 52, doc. 2 - Distinção das proposições em razão das dicções
    • Transcrição da Aula 52
  • Aula 53 - Peri Hermeneias V
    • Aula 53 - Peri Hermeneias V
    • Transcrição da Aula 53
  • Aula 54 - Os Analíticos
    • Aula 54 - Os Analíticos
    • Aula 54, doc. 1 - Como se responde à questão propter quid
    • Transcrição da Aula 54
  • Aula 55 - A Figura do Silogismo
    • Aula 55 - A Figura do Silogismo
    • Aula 55, doc. 1 - A Figura do Silogismo
    • Transcrição da Aula 55
  • Aula 56 - Tratado da Demonstração I
    • Aula 56 - Tratado da Demonstração I
    • Transcrição da Aula 56
  • Aula 57 - Tratado da Demonstração II
    • Aula 57 - Tratado da Demonstração II
    • Transcrição da aula 57
  • Aula 58 - Tratado da Demonstração III
    • Aula 58 - Tratado da Demonstração III

Descrição do curso

Seja bem-vindo à Escola Tomista!  
Curso on-line de 5 anos com o professor Carlos Nougué.

Categoria: Filosofia

Informações gerais

Conteúdo
  • Eis o programa dos dois cursos da Escola Tomista.
  • Parte 1
  • 1. Introdução filosófica às diversas ciências e às diversas artes: as primeiras noções.
  • Observação. Mostrar-se-á, antes de tudo, o que são as ciências e as artes, e de que modo as artes podem dizer-se ciências, e as ciências artes (especialmente liberais). Mostrar-se-á, ainda, a distinção entre arte e experiência.
  • 2. A Lógica ou ciência-arte propedêutica a todas as demais ciências e a todas as demais artes.
  • a) Introdução e a Lógica em si mesma.
  • Apêndice: A Gramática.
  • Observação 1. Não se estudará a Gramática (nem a portuguesa nem a latina) em sua parte normativa propriamente dita, mas apenas em seus fundamentos lógicos.
  • Observação 2. Aqui também se tratará a arte da Tradução não literária.
  • b) O tratado dos predicáveis.
  • c) A querela dos universais.
  • d) As categorias ou predicamentos.
  • e) Os análogos e os análogos supremos (os transcendentais).
  • f) O tratado da proposição.
  • g) O tratado da figura do silogismo.
  • h) O tratado da demonstração.
  • Observação. Em todo o estudo da Lógica mais propriamente dita ou stricto sensu, ter-se-á de tratar criticamente a doutrina de muitos tomistas.
  • i) As partes potenciais da Lógica.
  • • A Dialética, ou tratado da investigação do provável.
  • • A Retórica, ou a arte de fazer tender ao verossímil mediante o bem e o justo.
  • • A Poética, ou a arte de fazer tender ao bom e ao verdadeiro mediante o belo.
  • Observação 1. Aqui se mostrará que o conjunto das artes do belo, desde a Poética propriamente dita até às demais (Música, Escultura, etc.), tem o mesmo fim. Mas, se a razão de parte potencial da Lógica que deve dar-se à Poética (assim como à Retórica) é mais frágil que a que deve dar-se à Dialética, mas ainda é própria, haverá portanto que mostrar se se pode dar a mesma razão às demais artes do belo.
  • Observação 2. Também se tratará a arte da Tradução literária.
  • • Os elencos sofísticos, ou o tratado das falácias ou sofismas.
  • 3. As ciências práticas do agere.
  • a) A Ética, ou ciência do autogoverno.
  • b) A Econômica, ou ciência do governo doméstico e de seu desdobramento na pólis.
  • c) A Política, ou ciência do governo da pólis.
  • Observação 1. A Prudência docens ou Ética é verdadeira ciência (prática), mas não é arte de modo algum, enquanto a Prudência utens ou Prudência propriamente dita não é ciência de modo algum, mas se diz arte em sentido amplo.
  • Observação 2. Aqui também se tratará, ainda que algo sumariamente, o Direito.
  • Observação 3. Diga-se o mesmo da História.
  • 4. A Física Geral, ou ciência genérica do ente móvel.
  • Observação 1. Lançar-se-á um olhar às partes subjetivas da Física Geral:
  • a) a Cosmologia ou ciência física do ente segundo o lugar;
  • b) a Química ou ciência física do ente segundo a geração e a corrupção;
  • c) a Biologia ou ciência física do ente segundo o aumento e a diminuição;
  • d) a Psicologia ou ciência física do ente segundo alteração.
  • Observação 2. A alteração é a espécie de movimento relativa às qualidades, e as qualidades por antonomásia são as virtudes intelectuais e morais do homem. Mas a Psicologia ou Antropologia, enquanto trata precisamente a parte intelectivo-volitiva da alma humana, obviamente não é ciência física. Logo, a Psicologia é uma como ciência média entre a Física e a Metafísica, o que decorre da mesma natureza humana. Estudar-se-á detidamente.
  • Observação 3. Tratar-se-ão, criticamente, as chamadas “ciências modernas”, e muito especialmente o darwinismo e a relatividade einsteiniana.
  • Observação 4. Mas também há que corrigir e atualizar a doutrina aristotélico-tomista quanto a algumas das partes subjetivas da Física Geral, muito especialmente a Cosmologia.
  • 5. A Matemática ou ciência do ens quantum.
  • a) A Aritmética ou ciência matemática das quantidades discretas.
  • b) A Geometria ou ciência matemática das quantidades contínuas.
  • Observação. No curso, não se tratará a Matemática detidamente, sobretudo porque esta atingiu tal grau de complexidade, que só um especialista seria capaz de ensiná-la. Mas dar-se-ão suas notas gerais.
  • 6. A Metafísica (ou Filosofia Primeira, ou Teologia Filosófica), ou ciência do ente enquanto ente.
  • Apêndice: História da Filosofia: Do Impulso Grego ao Abismo Moderno
  • Observação. Algo do que se dirá aqui já terá sido tratado, profundamente, ao longo do curso.
  • 1. A Filosofia Pagã Clássica:
  • a) Os pré-socráticos:
  • • Os naturalistas; Pitágoras e os pitagóricos; Xenófanes e a Escola Eleática; Empédocles; Anaxágoras; os atomistas; o ecletismo; a decadência sofística.
  • b) Sócrates: a abertura da estrada real da filosofia.
  • c) Os socráticos menores: decadência.
  • d) Platão.
  • e) Aristóteles: a Filosofia por antonomásia.
  • f) Entre o período helenístico e o fim da era pagã – longa decadência:
  • • As escolas socráticas, platônicas e aristotélicas; o estoicismo; cepticismo e ecletismo.
  • g) O neoestoicismo romano.
  • h) Andrônico, o renascimento do aristotelismo e o neoaristotelismo de Alexandre de Afrodísias.
  • i) Epicurismo, pirronismo, cepticismo e cinismo tardios.
  • j) Fílon de Alexandria.
  • k) Médio-platonismo e neopitagorismo.
  • l) O neoplatonismo:
  • • Plotino e seus discípulos, em especial Porfírio.
  • 2. O Filosofar Cristão.
  • § Não se tratará aqui a Teologia Sagrada. Mas ter-se-ão sempre em conta as luzes que ela projeta sobre a mesma Filosofia.
  • a) Os Padres e Santo Agostinho.
  • b) A Escolástica até Santo Tomás de Aquino.
  • § Avicena e Averróis.
  • c) A decadência:
  • • Duns Scot; Ockham e o nominalismo.
  • d) A reação tomista ao scotismo e ao nominalismo: seus méritos, seus defeitos:
  • • Os primeiros; o Cardeal Caetano; Salamanca; João de Santo Tomás; et alii.
  • e) Fora do tomismo:
  • • Nicolau de Cusa.
  • • O ecletismo de Suárez.
  • 3. A Filosofia Moderna ou o Antiaristotelismo:
  • a) O surgimento no Renascimento da chamada “ciência moderna” (e suas sementes humanistas).
  • • Giordano Bruno, Bacon, Gassendi, Galileu; Maquiavel; et alii.
  • b) De Descartes a Leibniz:
  • • Descartes; Pascal; Malebranche; Spinoza; Leibniz.
  • c) De Hobbes a Hume:
  • • Hobbes; Locke; Newton; Berkeley; Hume.
  • d) De Wolf a Kant:
  • • A Ilustração francesa; a Ilustração alemã; Vico; Kant.
  • e) De Fichte a Nietzsche:
  • • Fichte; Schelling; Hegel; Schopenhauer; Kierkegaard; o primeiro materialismo; o neokantismo; Nietzsche.
  • § O marxismo e o darwinismo.
  • f) De Bentham a Merleau-Ponty:
  • • Bentham; Spencer; Mill; Spencer; o idealismo anglo-saxão; o pragmatismo; Moore; Russell.
  • § Whitehead.
  • • Maine de Biran; Comte e o positivismo; Ravaisson; Husserl e a fenomenologia; Bergson; Heidegger; Sartre; Merleau-Ponty.
  • § O modernismo “católico”.
  • § O neotomismo.
  • § A Psicanálise, a Sociologia e a Linguística.
  • § Louis Lavelle e Xavier Zubiri.
  • g) O fundo do abismo contemporâneo.
  • Parte 2
  • § A Sagrada Teologia, ou ciência de Deus enquanto Deus (ou sob a razão de Deus) – a única das ciências que é simultaneamente especulativa e prática e cujos princípios não se alcançam pelas luzes da razão
  • Observação. O curso fundar-se-á em toda a Suma Teológica de Santo Tomás de Aquino, incluído seu Suplemento, e em outras obras do Doutor Angélico.
  • Observação geral 1. Dar-se-á sempre, ao longo de ambos os cursos, a devida bibliografia.
  • Observação geral 2. Os alunos poderão sempre escrever ao professor suas dúvidas relativas aos cursos; e as respostas do professor ficarão disponíveis, por escrito ou em vídeo, para todos os alunos. Não raro, todavia, a resposta não será individual, mas a um conjunto de perguntas de dois ou mais alunos.
Objetivo

Público alvo

Metodologia

Certificado

Professores

Carlos Nougué

Comece agora